Business2Gether
Pesquisar
Close this search box.

O que esperar do dólar nesta semana? Confira o nosso resumo com os principais assuntos!

Imagem de notas de dólares, ilustrando nosso resumo sobre o que esperar do dólar nesta semana.

Neste artigo, reunimos os principais acontecimentos que movimentam o mercado de câmbio e que podem mexer com as cotações!

O que esperar do dólar nesta semana? Essa é a pergunta que pessoas e empresas que fecham transferências internacionais com recorrência fazem, geralmente, às segundas-feiras, não é mesmo? Esse é o seu caso? Então, acompanhe nosso resumo semanal, que atualizamos neste link periodicamente.

Dólar acima de R$ 5,30

Tanto na última sexta-feira (07/06) quanto na abertura da sessão de hoje (10), o dólar tem apresentado cotações consideradas elevadas, operando acima de R$ 5,30.

A cotação deu um salto na última semana, após a divulgação dos dados de emprego nos EUA — um dos indicadores para medir o ritmo de inflação do país.

Juros americanos

Um dos pilares que tem valorizado o preço do dólar no Brasil é a taxa de juros elevada nos EUA, que se encontra na faixa de 5,25% e 5,5%, a qual o Federal Reserve, o banco central norte-americano, deverá manter mais uma vez, para conter a inflação.

A decisão da autoridade será anunciada na quarta-feira e esse fato deverá mexer ainda mais com as cotações. O mercado está cada vez mais descrente de que os juros americanos sofrerão cortes este ano.

Juros altos nos EUA, dólar forte no Brasil

Quanto mais alta é a taxa de juros nos Estados Unidos, mais fortalecido e mais caro o dólar fica no Brasil.

Isso porque o mercado norte-americano é, por si só, considerado bastante seguro para aplicação de investimentos. Com os juros em alta, à segurança se soma a rentabilidade.

Dessa forma, investidores do mundo todo tiram os recursos investidos nos países emergentes, como o Brasil, e os depositam nos EUA.

Preocupação com a política fiscal brasileira

Outro fator importante que ajuda a encarecer o dólar no Brasil é a desconfiança do mercado com a questão fiscal do país.

A equipe econômica do Governo Federal segue se esforçando para encontrar soluções para cumprir com as metas fiscais, mas a leitura do mercado é a de que esse objetivo não será atingido.

Essa desconfiança também mexe com as cotações do dólar por aqui.

O que esperar do dólar nesta semana, então?

Considerando todos os esses ingredientes, a tendência é que o dólar se mantenha em alta nesta semana.

E antes de finalizar, seguem aqui as projeções do Boletim Focus para a economia brasileira, divulgadas nesta segunda-feira (10/06) pelo Banco Central:

  • IPCA (taxa de inflação) subiu de 3,88% para 3,90%
  • PIB (Produto Interno Bruto) subiu de 2,05% para 2,09%
  • Taxa de câmbio (preço do dólar) foi mantida em R$ 5,05
  • Selic (taxa básica de juros) foi mantida em 10,25%

***

Esse foi o nosso resumo desta semana sobre o que esperar do dólar nesta semana. Esperamos que ele ajude você a começar o dia bem-informado(a). Caso precise de ajuda com as suas operações de câmbio, entre em contato com nosso time de analistas em câmbio pelo e-mail: atendimento@business2gether.com. 

Compartilhe este Conteúdo

Picture of B2Gether

B2Gether

Somos uma empresa especializada em operações de câmbio, com foco em mass payments, importação e exportação, remessas internacionais, compra de moeda estrangeira para turismo e monetização para criadores de conteúdo online.

Comentários