Business2Gether

O que é operação de câmbio? Saiba tudo sobre as operações em moeda estrangeira!

Imagem de dólares para ilustrar o que são operações de câmbio.

As operações de câmbio são processos de negociação centrados troca de moeda estrangeira entre países. Com vários tipos de transações, o câmbio é utilizado para importação e exportação, viagens internacionais, remessas entre países, entre outros

Tema ainda nebuloso para muita gente, as operações de câmbio nada mais são do que processos de conversão de moeda estrangeira entre países diferentes.

Quando, por exemplo, um brasileiro viaja aos Estados Unidos e compra o dólar para utilizar na terra do Tio Sam, ele realiza uma transação cambial.

Do mesmo modo, no momento em que empresas nacionais efetuam importações ou exportações de produtos e serviços, elas fazem operações de câmbio para trocar o real pela moeda do país em que seus fornecedores e parceiros comerciais estão localizados, seja para pagar seus compromissos ou receber pelas vendas.

Como nossa economia está cada vez mais globalizada, é natural que turistas, empresas, facilitadoras de pagamentos, comerciantes, instituições financeiras e intercambistas do mundo inteiro comprem e vendam moeda estrangeira diariamente para fins diversos.

Mas como funciona esse processo? De que maneira é possível fazer uma operação de câmbio?

Se você tem interesse em saber mais sobre o assunto, continue a leitura, pois vamos utilizar nossa experiência e expertise no mercado cambial para responder a essas e outras perguntas neste artigo.

O que é operação de câmbio?

A operação de câmbio é o processo de troca da moeda de um país pela moeda de outro país, seja para fins comerciais, pessoais, profissionais, turísticos ou acadêmicos.

Trata-se de um tipo específico de transação financeira que envolve compra e venda de moeda estrangeira, cuja negociação só pode ser feita por agentes autorizados e supervisionados pelo Banco Central (BC).

Qual é a definição do termo câmbio?

Câmbio é a palavra utilizada, majoritariamente, para definir as operações envolvendo compra e venda de moedas estrangeiras. O significado do termo, segundo muitos dicionários, denota um sentido relacionado à troca e permuta.

O dicionário Michealis, por exemplo, nos apresenta uma explicação bastante precisa quando aplicamos a palavra no contexto financeiro:

“Operação financeira centrada na compra, venda ou troca da moeda de um país pela de outro.”

É isso. Uma operação de câmbio nada mais é do que a troca de dinheiro entre países diferentes.

Exemplos de situações em que o câmbio é necessário

Quando uma pessoa ou empresa tem obrigações e compromissos em moeda estrangeira, é necessário fazer o câmbio. Veja alguns exemplos que requerem transação cambial:

  • Compra ou venda de produtos ou serviços no exterior;
  • Transferência de dinheiro para uma conta bancária no estrangeiro;
  • Recebimento de salário, quando um brasileiro trabalha no modelo home office em uma empresa estrangeira;
  • Aplicação e resgate de rendimentos de investimentos em outro país;
  • Manutenção de um familiar que mora no exterior, como no caso de jovens que fazem intercâmbio;
  • Compra de moeda estrangeira (euro, dólar, libra etc.) na forma de dinheiro em espécie ou cartão internacional pré-pago para viagens a outros países;
  • Importação ou exportação de bens e serviços ao/do estrangeiro;
  • Recebimento de valores do exterior, como no caso dos influencers e streamers que recebem pagamentos de monetização em moeda estrangeira;
  • Entre outros.

Informações importantes para entender o câmbio

Antes de continuarmos o artigo, é importante compreender algumas informações inerentes ao câmbio.

A primeira delas é que, como grande parte das operações de câmbio no mundo é realizada em dólar, o mercado divide a moeda americana em dois tipos: dólar comercial e dólar turismo.

Enquanto o primeiro é válido para negociações feitas por empresas, como nas transações de importação e exportação, o segundo é voltado para uso de pessoas físicas que vão viajar ou fazer outra operação financeira internacional.

Essa separação existe para distinguir as taxas de câmbio de ambos, uma vez que eles demandam custos operacionais distintos.

A taxa de câmbio, de acordo com o Banco Central, consiste no preço de uma moeda estrangeira medido em unidades ou frações do dinheiro nacional.

Ou seja, ela representa o valor de uma moeda em relação a outra na operação de câmbio (mas ela não representa preço final de uma transação cambial. Para você saber quanto vai custar sua operação, é necessário consultar o VET – Valor Efetivo Total, que soma todos os impostos, taxas e tarifas).

Geralmente, o dólar turismo é mais caro que o comercial, pois demanda gastos logísticos e operacionais maiores. Além disso, os volumes das transações comerciais são muito grandes, o que diminui os custos.

Quais são as operações de câmbio mais comuns?

O mercado cambial é bastante amplo e oferece diversas possibilidades para empresas e pessoas. Em virtude dessa variedade, as operações de câmbio podem ser classificadas de diferentes formas.

Há opções específicas para turismo, remessas internacionais, importações e exportações, além de outras operações. Veja a seguir!

Câmbio para turismo

Esta modalidade é uma das mais recorrentes, tendo em vista que qualquer pessoa que viaja a outro país precisa adquirir a moeda local para pagar a estadia, a alimentação e os passeios.

Nesse contexto, é possível comprar moeda estrangeira na forma de dinheiro em espécie ou cartão internacional pré-pago para utilizar na viagem.

Remessas internacionais

Outro tipo de operação bastante comum são as “remessas pessoais” ou remessas internacionais — transferências de valores de um país para outro.

Essa transação é realizada por meio de instituições financeiras autorizadas pelo BC, permitindo receber ou enviar dinheiro do/ao exterior.

Câmbio para importação e exportação

Empresas que realizam transações comerciais com outros países — para importar ou exportar produtos e serviços — recorrem à modalidade de importação e exportação para receber pelas suas vendas ou pagar as suas compras.

Nesse modelo de movimentação financeira, é necessário fazer a troca de moedas por meio de soluções cambiais para transacionar os valores.

Hedge cambial

Trata-se de um mecanismo de proteção cambial contra as oscilações do mercado, sendo também nominado como operação de cobertura.

O hedge cambial pode ser aplicado de diferentes maneiras. A mais é a negociação do câmbio mercado futuro. Algumas ferramentas dessa estratégia são:

  • Trava de câmbio: muito utilizada por empresas importadoras e exportadoras para travar a cotação da moeda para uma movimentação futura;
  • Fundos cambiais: permitem aplicar 80% do dinheiro que fica conectado às moedas estrangeiras e acompanha as cotações do mercado em tempo real;
  • NDF (Contrato a Termo de Moeda): é um contrato sem entrega física que fixa o valor da taxa de câmbio de uma operação financeira futura.

Câmbio pronto

Operação de compra ou venda de moeda estrangeira à vista, sem risco de crédito, que possibilita a contratação de câmbio para que a liquidação do valor seja feita em até dois dias úteis.

Essa modalidade permite que pagamentos ou recebimentos do exterior sejam feitos sob taxas de conversão mais competitivas.

Câmbio futuro

Já este tipo de operação de câmbio tem como objetivo proteger as transações cambiais, fixando a taxa no momento da contratação.

Assim, o câmbio futuro blinda o valor das operações diante das variações do mercado cambial.

Monetização para criadores de conteúdo

Esse modelo de operação é destinado a influenciadores digitais e streamers que recebem seus pagamentos de monetização em plataformas que pagam com moedas estrangeiras, como o YouTube e a Twitch.

Por meio do processo cambial, é possível receber rapidamente o valor na conta com a devida conversão para a moeda nacional.

ACC (Adiantamentos sobre Contratos de Câmbio)

Essa operação tem como objetivo antecipar, de forma parcial ou total, os valores de uma importação que será feita no futuro.

Trata-se de uma espécie de financiamento, em que o banco adianta o valor da venda para a empresa exportadora antes que ela envie os produtos ao destinatário.

ACE (Adiantamento sobre Cambiais Entregues)

Muito semelhante ao ACC, o ACE também é um tipo de operação que financia exportações.

A diferença é que, nessa modalidade, o adiantamento ocorre somente na etapa de negociação ou depois do embarque das mercadorias.

Compra e venda de moeda estrangeira

A compra e venda de moeda estrangeira é um dos principais tipos de operações de câmbio no mercado. No caso da aquisição da moeda, normalmente a operação é realizada por pessoas que vão viajar ou importar produtos do exterior.

Já na venda o papel se inverte e o cliente se encontra na posição de receber recursos do estrangeiro. Assim, ele vende a moeda estrangeira.

Mas qual é o valor de uma moeda em relação a outra? Como já mencionado, essa quantia, tanto na compra quanto na venda, é definida pela taxa de câmbio.

Vale ressaltar que o BC não fixa um montante específico para o câmbio. Dessa maneira, com base na cotação atual, as instituições podem negociar os valores com os clientes.

Quais são as naturezas das operações de câmbio?

Quando uma pessoa ou empresa vai realizar uma operação de câmbio, é preciso indicar qual é a natureza da transação. Ao fazer isso, o cliente informa o motivo pelo qual está enviando ou recebendo recursos ao/do exterior.

Essas naturezas foram desenvolvidas pelo Banco Central com o objetivo de manter o controle e o registro padronizados das remessas internacionais realizadas por pessoas e empresas.

Segundo a Circular nº 3690/2013 do BC, que dispõe sobre a classificação das operações de câmbio, há 19 subgrupos relativos às atividades, entre os quais a empresa operadora de câmbio vai indicar qual é o ideal para os clientes.

Alguns exemplos são:

  • Transportes (aéreo, marítimo, rodoviário, entre outros);
  • Comércio exterior (importação e exportação);
  • Viagens internacionais;
  • Seguros (de vida, transporte, diretos, entre outros);
  • Transferências unilaterais (manutenção de residentes e estudantes no exterior);
  • Serviços técnicos e operacionais (diversos serviços em várias áreas);
  • Mercado financeiro e de capitais brasileiros ou estrangeiros (ações e fundos de investimentos);
  • Operações para liquidação pronta e futura no país e no exterior (arbitragens);
  • Formas de entrega de moeda estrangeira (cartão de crédito à vista e a prazo, cartão pré-pago, em espécie etc.);
  • Entre outros.

Como fazer uma operação de câmbio?

Se você precisa fazer uma operação de câmbio, o primeiro passo é procurar uma instituição financeira ou uma empresa especializada e para intermediar essa transação.

Existem muitas variáveis nesse mercado de câmbio que precisam ser trabalhadas com cautela e expertise, como a taxa cambial, a cotação da moeda estrangeira e outros detalhes tributários e burocráticos que envolvem cada operação internacional.

Portanto, não é interessante fechar uma operação de câmbio sem antes consultar um especialista na área para assessorar e ajudar você durante todo o processo. Ao fazer isso, você cuida da sua segurança financeira e fiscal.

Em uma operação de importação e exportação, por exemplo, a ausência de um documento importante pode travar a transação e atrasar seu pagamento.

Já no caso de uma aquisição de moeda estrangeira para turismo, a compra na hora errada de um modo pouco estratégico pode resultar em um grande prejuízo financeiro.

Feche o câmbio com a B2Gether

Caso você necessite de assessoria para fazer sua operação de câmbio, pode contar com o suporte da B2Gether.

Somos uma empresa intermediadora de operações de câmbio, com foco em mass payments, importação e exportação, remessas internacionais, aquisição de moeda estrangeira para turismo e monetização para criadores de conteúdo.

Nossa equipe é formada por especialistas experientes no mercado de câmbio e preparados para tomar conta das suas transações internacionais.

Fazemos atendimento personalizado, consultivo e especializado. Nossas soluções são rápidas, ágeis e eficientes, com contato direto via telefone e WhatsApp.

A B2Gether é uma das associadas da ABRACAM – Associação Brasileira de Câmbio, atende grandes empresas do mercado (nacional e internacional) e pode ajudar você e sua empresa a fazer as operações de câmbio com segurança e eficiência.

Entre em contato conosco agora mesmo, preenchendo o formulário ou enviando um e-mail para o endereço [email protected]. A gente retorna o mais breve possível.

Aqui você fala com especialistas, sem demora e burocracia.

Compartilhe este Conteúdo

Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
B2Gether

B2Gether

Somos uma empresa especializada em operações de câmbio, com foco em mass payments, importação e exportação, remessas internacionais, compra de moeda estrangeira para turismo e monetização para criadores de conteúdo online.

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Abrir Whatsapp
1
Fale com um Especialista
Scan the code
Especialista B2Gether
Olá
Como podemos te ajudar?