Business2Gether

Como comprar dólar online e mais barato? Guia para conseguir a melhor cotação!

Imagem da moeda norte-americana para mostrar como comprar dólar online e mais barato

É possível, sim, comprar dólar online e mais barato. Para conseguir a melhor cotação, é necessário planejar a compra da moeda, comparar o VET em diferentes instituições e comprar aos poucos. Continue a leitura e confira todas as dicas!

Se você vai viajar para o exterior e quer saber como comprar dólar online e mais barato, saiba que escrevi este artigo pra você. Embora hoje eu seja CEO da B2Gether, empresa especializada em operações de câmbio, antes de trabalhar no mercado cambial eu não sabia como as coisas funcionavam. 

Há alguns anos, fiz um intercâmbio para os Estados Unidos e tive que comprar a moeda norte-americana. Eu tinha acabado de me formar na faculdade e a grana estava curta, então precisava encontrar formas para economizar. Ao procurar dicas na internet, encontrei uma série de conteúdos genéricos e nada práticos, que não me ajudaram muito.

Espero que este guia, ao contrário dos que eu li na época, seja muito útil pra você. Vem comigo e boa leitura.

Afinal, dá pra comprar dólar sem sair de casa e pagar menos?

Sim, é possível comprar dólar online e mais barato. No entanto, vai meu primeiro alerta: não existe uma fórmula mágica pra isso, e sim um conjunto de boas práticas que nos blindam contra as variações cambiais e nos ajudam a encontrar cotações mais vantajosas. 

Sempre digo isso aos meus clientes, porque taxas, impostos e spreads são custos comuns no processo de compra de moeda estrangeira. Ou seja, eles são inerentes a esse tipo de transação realizada dentro do mercado de câmbio legalizado.

No caso da compra digital, hoje a maior parte das instituições oferece o serviço, dispensando a necessidade de o cliente se deslocar para fazer a aquisição.

Como comprar dólar online e mais barato?

Eu costumo indicar um passo a passo composto por cinco etapas para os clientes que precisam comprar dólar online e desejam pagar mais barato. Veja a seguir:

  1. Invista bastante no planejamento da sua viagem para saber quantos dólares vai precisar levar;
  2. Leia o noticiário para acompanhar o mercado de câmbio e as variações do preço do dólar;
  3. Pesquise a cotação do dólar em diferentes instituições financeiras e compare o Valor Efetivo Total (VET);
  4. Procure empresas que ofereçam atendimento e serviços digitais;
  5. Compre dólar aos poucos para conseguir um preço médio e se proteger das oscilações do mercado de câmbio.

Vou esmiuçar cada um desses passos a seguir.

Invista no planejamento da viagem

Seja para uma viagem a turismo ou a trabalho, o planejamento é uma das principais etapas para economizar na compra do dólar. Falo isso por experiência própria.

Isso porque uma viagem internacional envolve questões burocráticas, como documentos específicos (visto, passaporte etc.), e a aquisição da moeda estrangeira (dólar, euro, libra etc.), tarefas que demandam tempo, estratégia e organização.

Ao planejar sua ida ao exterior, você precisa elaborar o roteiro, pesquisar o valor médio dos passeios, saber mais ou menos quanto vai gastar com alimentação, transporte e hospedagem.

Com tudo isso anotado, fica mais fácil projetar a quantidade de dólares que você vai precisar na viagem. E olha só: quando você planeja direitinho, minimiza as chances de comprar quantias desproporcionais e sofrer prejuízos financeiros depois.

Acompanhe o noticiário sobre câmbio

Pode parecer bobagem, mas acompanhar o noticiário também é um passo essencial para quem deseja pagar mais barato no dólar. Isso porque é necessário buscar informações sobre variações cambiais e saber quais acontecimentos podem influenciar a queda ou a alta da moeda norte-americana.

Escândalos de corrupção, aumento da inflação em economias desenvolvidas, como a dos Estados Unidos, ou mesmo pronunciamentos polêmicos de autoridades políticas podem incentivar a saída de investidores do Brasil e impactar na desvalorização do real frente ao dólar.

Por isso, ficar de olho nas notícias é importante. Assim, você consegue saber quais são os momentos mais favoráveis para fazer o câmbio, isto é, quando o dólar está em queda em relação à nossa moeda.

Você pode também acompanhar o Portal de Conteúdo e as redes sociais da B2Gether. Estamos sempre publicando informações, estudos e guias. Por exemplo, postamos recentemente uma pesquisa bem interessante sobre câmbio turismo no Brasil. Vale a pena conferir.

Pesquise a cotação em diferentes instituições financeiras e compare o VET

Outra tática para economizar na compra de dólar é consultar e comparar a cotação da moeda, na modalidade câmbio turismo, em diferentes instituições financeiras. Ao fazer isso, você consegue escolher a opção mais vantajosa.

Geralmente, o valor do dólar turismo é mais alto que o do dólar comercial, pois envolve volumes menores e demanda mais custos administrativos, logísticos e operacionais.

E vai mais um alerta: as taxas cambiais podem variar bastante de instituição para instituição, dependendo de diferentes fatores, como localização e quantidade. Por isso, vale a pena pesquisar e comparar o VET antes de fechar o câmbio. 

A taxa de câmbio nada mais é do que o preço de uma moeda estrangeira medido em unidades ou frações do real. Na prática, o valor é estabelecido pelo mercado, sem a interferência do Banco Central, que fica responsável apenas pela divulgação das taxas praticadas.

Já o VET é o Valor Efetivo Total da transação, que representa o custo final de uma operação cambial envolvendo o real e o dólar (ou qualquer outra moeda estrangeira), englobando todos os tributos incidentes, a taxa de câmbio e o spread da transação.

Enfim, pesquise, compare, compare e pesquise…

Procure empresas que oferecem serviços digitais de câmbio

Se você é o tipo de pessoa que não gosta de ir ao banco e prefere resolver tudo pelo celular, a melhor solução para comprar dólar sem sair de casa é procurar instituições que oferecem atendimento e serviços digitais.

Hoje, é possível comprar dólar com apenas alguns cliques no celular, consultando a cotação da moeda, negociando os valores e fechando a operação sem precisar se deslocar e gastar tempo.

Há, inclusive, empresas que disponibilizam a opção de delivery para entregar moeda em espécie na sua residência. Porém, é necessário verificar se esse serviço vai onerar demais o valor da operação e sair do seu planejamento financeiro.

Compre dólar aos poucos 

Comprar dólar de uma única vez não é uma boa opção. A melhor prática é fazer a aquisição aos poucos, de forma fracionada, até o momento do embarque. Dessa forma, é possível aproveitar os momentos de baixa da moeda, conseguir o preço médio e minimizar as perdas inerentes às oscilações cambiais.

Mas lembre-se: faça a compra só depois de planejar a viagem, acompanhar o noticiário, pesquisar as taxas em diferentes instituições e procurar serviços digitais.

Qual é a melhor maneira de comprar dólar?

Essa dúvida também é muito comum entre pessoas que vão viajar para o exterior. Existem maneiras distintas de comprar dólar, sendo que as principais negociações são feitas na forma de moeda em espécie, cartão pré-pago (conhecido também como travel money) e cartão de crédito internacional. 

Vou trazer mais detalhes abaixo e indicar qual é, na minha opinião, a melhor opção.

Moeda em espécie

A compra de dólar em espécie é a alternativa mais tradicional e econômica. Além de ser uma forma muito utilizada pelos turistas, os impostos são menores em relação às demais opções. 

No entanto, o dinheiro vivo é a forma menos segura, pois não há como recuperar os recursos em caso de perda e roubo. Também não é interessante, em matéria de segurança, andar nas ruas com muito volume de notas, não é verdade?

Quem compra dólar em espécie paga a taxa de câmbio (o preço da moeda), mais uma alíquota de 1,1% de IOF (Imposto sobre Operações Financeiras) incidente sobre o valor. A conversão é feita na hora da transação.

Cartão pré-pago (travel money)

Financeiramente, é correto afirmar que o cartão pré-pago não vale muito a pena para comprar dólar, uma vez que o IOF (6,38%) é bem mais alto em relação à transação em dinheiro vivo.

Mas muita gente escolhe essa opção pela praticidade, segurança e facilidade que ela proporciona. Com o cartão, o turista evita andar com muito dinheiro na rua e paga menos taxas em comparação com o cartão de crédito internacional — a pior das opções, a meu ver.

No caso do travel money, a taxa do câmbio fica travada conforme a cotação do dia que o cartão é carregado, não variando ao longo da viagem. O recurso funciona como um cartão de débito e é muito útil também em situações emergenciais (como falta de troco, dinheiro em espécie insuficiente etc).

Cartão de crédito internacional

Como já anunciei, considero o cartão de crédito internacional a alternativa mais cara e menos vantajosa para uma viagem ao exterior. Vamos às informações: a alíquota do IOF é de 6,38%, o mesmo percentual cobrado no travel money. 

Mas a principal diferença é que, no cartão de crédito, a taxa de câmbio é cobrada quando o recurso é utilizado, fator que oferece um grande risco de prejuízo financeiro ao turista, gerando possíveis sustos no recebimento da fatura, especialmente se o preço do dólar estiver em alta nos momentos das compras.

De qualquer forma, o cartão de crédito também pode ser útil em situações de emergência. Mas só deve ser utilizado em último caso, hein?! Pois o custo é muito caro.

Dinheiro em espécie ou cartão pré-pago? Qual vale mais a pena para a compra de dólar?

Todas as opções apresentam vantagens e desvantagens. Umas mais e outras menos, como você pôde ver. 

Em termos de economia, o dinheiro em espécie é a melhor alternativa. Mas vale a pena também levar um cartão pré-pago com dólar na viagem. 

Assim, você garante mais segurança na sua viagem internacional e, ao mesmo tempo, se protege contra as oscilações da taxa de câmbio.

Onde comprar dólar mais barato e online?

Você pode comprar dólar online e mais barato em instituições financeiras que oferecem serviços digitais de câmbio. Atualmente, existem muitas fintechs que trabalham com plataformas digitais. Até os bancos e corretoras tradicionais se modernizaram e disponibilizam, hoje, atendimento digital.

A B2Gether também oferece esse serviço. Para falar com um dos nossos especialistas e encontrar a melhor cotação do dólar do mercado agora mesmo, nos chame no WhatsApp ou acesse o Fale Conosco.

Abaixo, trago mais informações pra você.

Plataformas online

O avanço tecnológico tem potencializado o surgimento de diversas fintechs que oferecem plataformas online com serviços cambiais. Por meio delas, é possível comprar dólar pelo celular, tirar o papel-moeda na loja ou receber em casa, via delivery.

Mas atenção: reitero que é sempre importante consultar e comparar as taxas e condições para conseguir a melhor cotação. Nem sempre um serviço integralmente automatizado é capaz de oferecer a economia que você precisa.

Bancos, corretoras e casas de câmbio

Os bancos, corretoras e as famosas casas de câmbio também oferecem sites e aplicativos que permitem comprar dólar sem precisar sair de casa. Minha recomendação é a mesma do tópico anterior: pesquisar e comparar as taxas em diferentes instituições.

Quer uma dica extra? Pesquise também se a instituição é confiável para evitar problemas.

Evite comprar dólar no aeroporto

De todas as opções de onde comprar dólar mais barato, uma das piores é, sem dúvidas, fazer a aquisição da moeda nos aeroportos, momentos antes da viagem. Isso porque as tarifas e o custo da moeda são muito elevados.

Além disso, sugiro que você não viaje sem fazer o câmbio, com a intenção de trocar o real pelo dólar no país de destino. Trata-se de uma alternativa mais cara também.

Não compre dólar no mercado paralelo

Eu sei que o dólar é caro em relação ao real e pesa bastante no bolso na hora de fazer o câmbio. Sei, também, que as taxas do mercado paralelo podem ser tentadoras. Contudo, garanto a você que não vale a pena operar nesse nicho.

Além de ser um crime, é muito perigoso negociar com agentes e empresas que atuam no mercado de câmbio paralelo. O barato pode sair caro muitas vezes.

Nas operações ilegais circulam dinheiro do mundo do crime, decorrentes de lavagem de dinheiro, tráfico de drogas e armas, entre outros. Sem contar que você pode receber notas falsas, cair em golpes e ser duramente penalizado.

Portanto, compre dólar apenas com instituições autorizadas pelo Banco Central e com empresas intermediadoras confiáveis, como é o caso da B2Gether, que é vinculada à Associação Brasileira de Câmbio (Abracam) e estrutura todas as operações em conformidade com as normas do BC. 

Só no 1º semestre de 2022, intermediamos quase R$ 1 bilhão em operações de câmbio para os nossos clientes.

Compre dólar com a B2Gether!

A B2Gether é uma empresa 100% digital, especializada em intermediação de operações de câmbio e formada por um time de especialistas que buscam sempre as melhores taxas e condições do mercado. 

Temos acordos estratégicos com diferentes instituições financeiras autorizadas pelo Banco Central e conseguimos as melhores tarifas e taxas do mercado para a compra de dólar, tanto em espécie quanto em cartão pré-pago.

Se você vai viajar ao exterior e precisa comprar dólar online e mais barato, fale com um dos nossos especialistas pelo WhatsApp (11) 99162-3813 e faça uma cotação sem compromisso agora mesmo.

Compartilhe este Conteúdo

Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Diego Zia

Diego Zia

Diego Zia é sócio-fundador e CEO da B2Gether, empresa especializada em operações de câmbio e mass payments. Com passagens por bancos de câmbio de renome no Brasil e no mundo, desenvolveu uma sólida carreira no mercado financeiro, com foco em transações cambiais para empresas e pessoas.

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Abrir Whatsapp
1
Fale com um Especialista
Scan the code
Especialista B2Gether
Olá
Como podemos te ajudar?